terça-feira, 21 de março de 2017

Apresentação do livro "Purinipakova - A Mulher que abanou o Vaticano", de Joaquim Maneta Alhinho

REDE MUNICIPAL DE BIBLIOTECAS DE ALMADA


Já se imaginou enclausurada(o) durante 22 anos? Já se imaginou não ter vida própria durante duas décadas e conseguir uma impossível e inimaginável fuga que lhe podia ter custado a própria vida? Purinapakova é uma mulher revoltada e detentora de uma personalidade muito forte. Agora, chegou a hora da vingança! Neste livro encontra factos e vivências reais das mais graves que possa imaginar. Atrocidades, medos e angústias de quem viveu e testemunhou factos, num dos lugares do mundo onde ninguém consegue penetrar e que esconde os seus artifícios. Nestas páginas cujo conteúdo se adivinha polémico, contém segredos nunca relatados ao mundo. O jornalista e escritor Joaquim Maneta Alhinho tem a coragem de desvendar esses segredos num trabalho de investigação criteriosa que vai deixar o leitor revoltado e identificado com tamanhas injustiças. Uma batalha cruel, com mais ouro e sexo do que incenso e mirra.

Local: Biblioteca Municipal de Almada
Dia: 25 de março
Horário: 21h00
Condições de participação: entrada livre



sexta-feira, 17 de março de 2017

Autores da Nossa Terra - Trabalho Literário de Adelino Tavares

BIBLIOTECA MUNICIPAL DO SEIXAL


Domingo, 26 de março, às 17 horas, vai decorrer a apresentação do trabalho literário de Adelino Tavares, na Sociedade Filarmónica Democrática Timbre Seixalense.

Nasceu a 27 de fevereiro de 1945, no Seixal. Aos 17 anos começou a trabalhar, tendo exercido atividade como contabilista e analista de informática ao longo de 17 anos. A par da sua carreira, envolveu-se diretamente no projeto autárquico, acumulado funções enquanto eleito na Assembleia de Freguesia do Seixal de 1977 a 1979; enquanto presidente da Junta de Freguesia do Seixal de 1980 a 1982 e como vereador da Câmara Municipal do Seixal de 1983 a 2001. Foi ainda eleito na Assembleia Municipal do Seixal de 2005 a 2009.
Casado e pai de três filhos, destacou-se ainda no campo desportivo, como avançado centro nos juniores do Seixal Futebol Clube. Foi ainda campeão nacional de atletismo, na modalidade de estafeta de 4x100, pelo Sporting Clube de Portugal, tendo sido treinado pelo professor Mário Moniz Pereira na década de 60 (1962/1963). Ainda no campo do atletismo foi campeão nacional de salto em comprimento pela Fundação Nacional para Alegria no Trabalho (FNAT), atual Inatel. Antes do 25 de Abril foi diretor da Sociedade Filarmónica Timbre Seixalense, onde se constituiu uma comissão cultural antifascista. A leitura e a escrita estão bem presentes na sua vida. Publicou este ano o seu quarto livro, intitulado «O Sótão». É ainda autor das seguintes publicações: «O Vocabulário do Avô Adelino» , editado em 2002; «Andaatoque», de 2015 e «Da Boa Austeridade» editado em fevereiro de 2016.

«Com propriedade, podemos concluir pela existência de vida, altamente valiosa, daquele precário espaço – o sótão – deficientemente iluminado e arejado, é certo, mas com um histórico testemunho digno de gente empreendedora, de muito trabalho voluntário entregue à nobre causa pública e particularmente a esta coletividade – a esta TERRA».

O Sótão

segunda-feira, 13 de março de 2017

Autores da Nossa Terra com Fernando Benevides

BIBLIOTECA MUNICIPAL DO SEIXAL


Apresentação do livro de poesia Penas Soltas, terceira obra de Fernando Benevides, publicada pela editora Oz.

A apresentação decorre sábado, dia 18 de março, às 16 horas, na Galeria de Exposições Augusto Cabrita - Fórum Cultural do Seixal e conta com a presença das poetisas Mariete Lisboa Guerra, Mariana Loureiro e Rosete Cansado, dando lugar a momentos de declamação de poesia.

As penas também morrem?
Não! As penas não morrem…
O que morre, são as flores


Fernando Jorge Benevides nasceu em Ponta Delgada, Açores. Atualmente vive em Amora, Seixal.
É autor de dois livros de poesia, O Gesto e o Olhar e Vértices.
Participou nas seguintes antologias: Antologia Essência dos Sentidos V -I, Antologia Essência dos Sentidos V-II, Antologia Essência dos Sentidos V-III, Antologia Terras Vividas e Sonhadas, Os Poetas e os Seus Lugares, Antologia O Grito do Silêncio, Antologia Entre o Fado e o Samba, Antologia Palavras de Cristal V-II, Antologia Palavras de Cristal V-IIIAntologia Poemário 2015.
Este é o seu terceiro livro com o título Penas Soltas.

sexta-feira, 10 de março de 2017

Aprender Numa Tarde – Oficina de Competências Básicas em Tecnologias da Informação

BIBLIOTECA MUNICIPAL DO SEIXAL


A Biblioteca Municipal do Seixal apresenta mais uma edição de Aprender Numa Tarde - Oficina de Competências Básicas em Tecnologias da Informação, ministrada pela associação Rato - ADCC.

A oficina é composta por quatro módulos, distribuídos por quatro sábados, no horário das 15 às 18 horas.

18 março - Conceitos gerais de informática
25 março - Processamento de texto e formatação
1 abril - Internet: pesquisa de informação, mensagens instantâneas e VoIP
8 abril - Criação de contas de correio eletrónico

Destina-se a maiores de 16 anos, é gratuita, e para participar basta proceder à inscrição obrigatória dos 4 módulos (limitada a 6 vagas) até 17 de março, presencialmente no balcão de Serviço de Informação à Comunidade, através do telefone 210 976 100 ou endereço eletrónico sic@cm-seixal.pt.

Mais informação disponível no regulamento.

terça-feira, 7 de março de 2017

Xadrez na Biblioteca de Alcochete

BIBLIOTECA DE ALCOCHETE
Aulas de xadrez
 
Aulas de xadrez na Biblioteca de Alcochete sob a orientação do professor Vítor Mira, dirigidas a crianças e jovens com idades compreendidas entre os 06 e os 15 anos.
 
Horário - 10h30
Local - Biblioteca de Alcochete – Sala infanto-juvenil
Duração - Ca. de 90 minutos
Público -alvo - Crianças e jovens com idades entre os 06 e os 15 anos
Dias - 11, 18 e 25
Contatos - Informações e marcações: Biblioteca de Alcochete - 21 2349720 | biblioteca@cm-alcochete.PT
 

sexta-feira, 3 de março de 2017

Comunidade de Leitores "Sábados de leitura"

REDE MUNICIPAL DE BIBLIOTECAS DE ALMADA


Nesta sessão vamos falar sobre o livro “Afirma Pereira”, de Antonio Tabucchi

A vida do senhor Pereira decorria sem contratempos de maior. Trabalhava na página cultural de um diário de Lisboa, comia omeleta de queijo, tinha o vício de beber limonada, falava com a fotografia da falecida esposa, visitava ocasionalmente o padre António. E pensava na morte. Pereira vivia no Portugal de Salazar, não tendo o governo nada a ver com ele, nem ele com o governo. Pereira gostava mais do passado: os obituários, a literatura antiga, os escritores já mortos. Por afinidades literárias, Pereira entra em contacto com Monteiro Rossi e a sua namorada Marta, dois anti-salazaristas militantes, que transformarão a sua vida. Entre os três nasce uma relação intensa, que marcará a vida de Pereira.

Antonio Tabucchi nasceu em Vecchiano (Pisa), em 1943 e morreu 2012, em Lisboa. Foi professor de literatura portuguesa na Universidade de Génova e diretor do Instituto Italiano de Lisboa, cidade onde viveu vários anos. Além da sua atividade de romancista, foi um dos melhores especialistas e tradutores de Fernando Pessoa.
Criou uma notável obra como romancista, na qual se destacam os livros A Mulher de Porto Pim  (1983), Noturno Indiano (1984), Pequenos Equívocos sem Importância (1985), O Fio do Horizonte (1986), Requiem (1992) e Afirma Pereira (1994) . Este último foi adaptado para cinema, por Roberto Faenza e filmado em Portugal
entre o explorador veneziano Marco Polo com o imperador tártaro Kublai Khan. Muito importante é também a sua recolha de Fábulas e Contos Italianos, publicada em 1956.

Local: Biblioteca Municipal José Saramago
Dia: 11 de março
Horário: 15h00
Público-alvo: Maiores de 18 anos
Lotação máxima: 20 participantes (máximo)
Inscrição gratuita sujeita a marcação prévia: Davide Freitas
212 508 210

Abertura do Concurso Prémio Literário Cidade de Almada 2017 / Poesia

REDE MUNICIPAL DE BIBLIOTECAS DE ALMADA


A Câmara Municipal de Almada promove a 29ª Edição do Prémio Literário Cidade de Almada com o objetivo de incentivar a criatividade literária premiando uma obra inédita de um autor português. Poesia é o género literário a concurso em 2017. O prazo de candidatura decorre de 1 a 31 de Março.
Os trabalhos originais deverão ser remetidos por correio, sob pseudónimo, (três exemplares) até ao dia 31 de  Março  de 2017,  para a seguinte morada: Secretariado do Prémio Literário Cidade de Almada –  Biblioteca Central de Almada, Fórum Romeu Correia, Praça da Liberdade, 2800 – 648 Almada.

Normas de Participação disponíveis: www.m-almada.pt/bibliotecas

Dias: 1 a 31 de março
Público-alvo: Adultos
Informações e normas de participação: Augusto Calado
21 272 49 39

Semana da Leitura

BIBLIOTECA DE ALCOCHETE
 

Animação e mediação da leitura
"A Biblioteca vai às escolas celebrando o prazer de ler"
 
Na décima primeira edição da Semana da Leitura, a Biblioteca de Alcochete, associando-se ao Plano Nacional de Leitura, fará o seu habitual périplo pelas escolas do concelho assinalando o tema escolhido para 2017: “O prazer de ler”. Esta iniciativa tem como missão envolver alunos, educadores e professores num ambiente festivo que conceda visibilidade à leitura e motive para que esta se torne cada vez mais presente em todos os momentos e em qualquer lugar.
 
Horário - Horários a definir com os estabelecimentos de ensino
Local - Estabelecimentos de ensino e bibliotecas escolares
Duração - Ca. 45
Público-alvo - Público escolar (alunos do ensino pré-escolar e do 1.º ciclo do ensino básico)
Contatos - Informações e inscrições: Biblioteca de Alcochete - 21 2349720 | biblioteca@cm-alcochete.pt
Observações - Atividade inserida no Plano Anual de Atividades de Cooperação da Rede de Bibliotecas de Alcochete

quarta-feira, 1 de março de 2017

No 1.º Sábado de Cada Mês… Era Uma Vez…!

BIBLIOTECA DE ALCOCHETE
 
Opostos… mas não tanto!Histórias da Terra e do Mar
Animação, mediação e promoção do livro e da leitura
 
Nas histórias da terra e do mar vamos assinalar o Dia do Pai, o Dia da Árvore e o Dia Mundial da Poesia, escolhendo deliciosas e divertidas leituras, frescas e coloridas como a Primavera! Iremos apresentar-vos um homem que amava caixas, viver uma aventura debaixo da terra na companhia do Manuel e do João que decidiram cavar um buraco, concordando em parar apenas quando encontrassem uma coisa extraordinária (!), e conhecer Noé, uma criança que vive com o pai à beira-mar e que encontra, um dia, depois de uma tempestade, uma baleia. Temos, pois, histórias novinhas em folha para os nossos estimados leitores! Venham escutá-las!
 
Horário - 11h00 e 15h00
Local - Biblioteca de Alcochete – Sala do conto
Duração - Ca. 60 minutos
Público-alvo - Pais e filhos (crianças entre os 03 e os 12 anos)
Contatos - Informações e marcações: Biblioteca de Alcochete - 21 2349720 | biblioteca@cm-alcochete.pt
Observações - É necessário efetuar marcação para esta atividade. O número máximo de crianças é de 30 crianças na sessão da manhã e 25 crianças na sessão da tarde.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Apresentação do livro "A Profissão de Educador de Infância e o género masculino", de Mariana Grazina Cortez

REDE MUNICIPAL DE BIBLIOTECAS DE ALMADA


O livro pretende contribuir para uma reflexão intensiva das vinculações ao estatuto sócio-profissional de Educador de Infância, analisando as dinâmicas do processo de (re)construção das identidades masculinas numa profissão tradicionalmente considerada como feminina.
Este processo de construção da identidade pessoal e profissional assenta na identificação dos indivíduos consigo, com os outros e com o meio envolvente num dado contexto espaço-temporal, o que pressupõe uma rede de relações pessoais e sócio-culturais, podendo produzir constrangimentos endógenos e exógenos, traduzidos em vinculações profissionais activas e/ou possíveis conflitos identitários. 
 Verificou-se que os docentes mais novos (número de anos de experiência profissional e/ou em idade cronológica),de ambas as redes de ensino, defendem um equilíbrio e paridade de perspectivas (educativas) de género. Os educadores de infância mais velhos e com maior antiguidade profissional, de ambas as redes, acentuam a sua diferenciação como elementos masculinos numa fusão entre as realidades individuais e as identidades sócio-culturais, reproduzindo na cultura escolar a valorização “universal” da condição de género masculina.
    
Local: Biblioteca Municipal de Almada
Dia: 24 de fevereiro
Horário: 18h30
Condições de Participação: Entrada livre